• Raquel Pedrosa

Os filhos da emoção

Não, a pequena Alice não veio para uma sessão de hipnoterapia ou para uma reprogramação mental e muito menos para buscar ajuda para parar com o pecado mortal da atualidade: a procrastinação.


Mas, você sabia que ela, eu e você temos memórias desde o útero da mamãe? Sim, desde o terceiro mês de gestação nossa mente subconsciente tem registrado memórias. E tudo que vimos, ouvimos, sentimos, e recebemos de lá até hoje, tem um registro emocional, representa quem somos em 95%. E não sei se para você é a boa ou a má notícia, mas é o que guia nossa vida, nossas crenças e nossos resultados.


Por isso, pai e mãe, é de extrema importância o olhar atento para seu filho. O amor, o acolhimento, o fazer junto, o se importar, estar presente de corpo, alma e coração.

Há pais que dizem, “eu mato e morro por meu filho”, “mexa comigo, mas não mexa com um filho meu”. E quero lhe convidar a uma 🧠reflexão diferente neste momento e com o coração aberto, sem buscar justificativas.


As pessoas que chegam aqui com questões emocionais a serem tratadas, muitas vezes não entenderam esse amor assim.


Ficaram marcadas por um pai ou uma mãe autoritários, por uma mãe submissa, um pai ausente, um pai alcoólatra, uma brincadeira boba mas que feriu, uma surra que humilhou, um duvidar quando se falava a verdade, por um casamento de brigas e discussões, por um pai que batia e uma mãe que apanhava, por se sentir trocado quando um padrasto ou uma madrastra chegou, por um abuso sexual que a mãe não percebeu feito às vezes dentro de sua própria casa, pelo pai que separou e dá uma pensão miserável podendo ajudar mais, ou nem mesmo dá pensão, por um professor que expôs suas fragilidades.

Falhamos como pais tentando acertar, mas tem muita gente consciente que tem errado com os filhos.


Você ama seu filho? Dois conselhos:

1 - Cuide-se,livre-se do seu próprio lixo emocional para que você esteja leve para exercer seu papel com amor, respeito e serenidade.

2 - Não adianta nada investir na melhor escola, babás, brinquedos e viagens, se não fortalecer seu filho emocionalmente. Como? Diga: “filho, eu amo muito você”, “eu tenho orgulho de ser sua mãe”, “como você é lindo e inteligente”, “adoro ficar com você”, “confie em mim”, “eu protejo você”, “estarei sempre com você”. E AJA ASSIM ou serão apenas palavras. Pai, mãe, o dia foi difícil? Eu sei que tem dias complicados realmente, mas não desconte em casa, você pode falar sem gritar.


Parabéns aos pais da Alice! Por buscarem esse novo CRIAR🌹 e por me permitir ilustrar esse post com as fotos dela.



Esse texto tocou você? Foi essa a intenção, compartilhe ou marque alguém que possa receber isso como uma contribuição. Por um mundo com mais pessoas fortalecidas emocionalmente, que sintam a vida com mais leveza e felicidade.

14 visualizações
CONTATO
INSTAGRAM
CONECTE-SE COMIGO
icone spotify.png
icone face.png
icone instag.png
icone youtube.png
icone whats.png

Tel: (67) 98111-9890​

contato@raquelpedrosa.com

Atendimentos de Segunda a Sexta

Horário: 08:00 às 18:00Hs

© 2019-2020 por Renan Araujo.